Eleemon ( 6)

Em muitas  línguas, portanto, em muitas culturas, a frieza tem má fama. Dizer-se de alguém que é frio, ou que actuou ou falou com frieza, é passar um atestado de desumanidade.  Pode não ser assim.
É melhor  o teu escravo ser mau do que tu seres destemperado é uma das regras  da casa da ataraxia. Substitua-se o escravo da peculiar ( e curta) democracia grega por empregado, mulher, vizinho, irmão, o que se quiser.

A frieza não tem  de remeter para  a indiferença. Pode ser  a capacidade  de autocontenção, de pensar duas vezes antes de falar ou actuar. Pode, sobretudo, ser  uma frequência baixa ainda que imperceptível aos ouvidos ansiosos. Assim sendo, temos aqui  uma forma de intimidade: disciplinando as paixões, reservando-as para quem as merece.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

A paz de Tyrnau

PSD ( 9)

PSD ( 7)