Terapia (12)

Mulheres verdadeiramente   capazes. Tenho conhecido algumas  ao longo destes quase trinta anos de clínica. O meio militar está diferente, mas  não tanto assim desde que lá passei um ano e meio.
Em terapia há um factor que, em regra, distingue as mulheres dos homens: o compromisso com o trabalho. Quando começam é para acabar e sem pieguices.

É verdade que a esmagadora  maioria das terapias que faço é com mulheres, por isso esta análise pode ser tendenciosa. Seja como for, é notável como com elas funciona o humor, o riso, os pequenos momentos de descontracção. E também registo que aguentam muito melhor o meu estilo, digamos,  pouco ortodoxo:  mostram uma capacidade notável  de distinguir o essencial do acessório.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

A paz de Tyrnau

PSD ( 9)

PSD ( 7)