Santana Lopes, o indesejado.

A primeira regra de Chotiner, conselheiro de Nixon, era: as pessoas não votam em alguém, votam contra alguém. É uma boa regra, até porque esse alguém não tem de ser uma pessoa. Pode também  ser uma ideia, uma ideia de uma ideia, uma situação.

Aplico isto aos comentários sobre  as eleições no PSD feitos por  gente da área da actual maioria ou, melhor dizendo, da plataforma de entendimento. O alvo é Santana e não Rui Rio. É fácil perceber porquê.

Se Santana ganhar, vai andar  quase dois anos a prometer tudo, a ouvir todos, a sorrir e abraçar  quem lhe aparecer pela frente. Os media  vão ser obrigados a mostrar  o tal emprego precário que afinal aumentou, as escolas degradadas, as macas nos corredores dos hospitais. É aterrador .

Santana, se ganhar, vai emular as presidências abertas de Soares, mas com o afecto de Marcelo. Não chegará para destronar  Costa, mas vai fazer mossa.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Talvez

Sinais (12)

O medo das redes sociais