Terapia (13)

O TDHA diz-me bastante porque sofro de parte ( défice de atenção) dos critérios tal como estão descritos  no DSM -5. É por isso que sofrer  não está totalmente correcto. Aproveitar  fica melhor.

Se não fosse o meu défice de atenção, não conseguia passar  de uma velhota camponesa enviuvada para uma universitária urbano-deprimida com desgosto de amor , sem intervalo, quase sem respirar. Também é graças ao TDHA que consigo desligar de uma lengalenga e fixar-me num detalhe que a pessoa mencionou de raspão e que acaba por ser  crucial.

Tenho de ler três ou quatros livros ao mesmo tempo e não consigo concentrar-me num relato que minha mulher me faz, mas consigo fazer um treino completo memorizando cargas e repetições anteriores e na cozinha sou metódico até ao ridículo.

A ideia de que o TDHA é coisa de miúdos está a mudar. Muitos adultos perpetuam o distúrbio, mascarando-o de outras maladias. No meu caso, com  a preguiça e  a "cabeça no ar."

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Talvez

Sinais (12)

Sinais ( 11)