"Eu não podia com o PS à frente"

Tambem é maçon?
Falaram-me uma vez ou duas vezes mas não gosto muito de me meter em grupos. No MES apanho o primeiro congresso com a celebre cisão e saída de Sampaio e vivo todo o PREC – nunca gostei do termo.
Porquê?
Era muito usado pela direita com um tom depreciativo e não tenho nada uma ideia depreciativa do PREC. Foi um momento muito vivo em termos políticos. Eu no 25 de Novembro estava em Cuba no Alentejo e apanhei aquilo tudo.
E ficou chateado?
Fiquei.
Mesmo tendo estado na ex-União Soviética?
Sim. A nossa ideia do que era o MES não tinha nada a ver com a União Soviética, era uma ideia romântica, de uma democracia basista. Eu não podia com o PS à frente, andava de armas na mão, a fazer treinos no Alentejo.
Que tipo de armas?
Carabinas e pistolas, não sei de onde apareciam. No dia 25 de Novembro, ocupou-se a vila. Ocupou-se… brincámos à revolução.


É tranquilizante  a ideia de um MES estranho à ex-URSS.  É  encantadora   a generosidade e a coragem  de quem, pertencendo à classe burguesa ( "a minha família tinha dinheiro"),  abandona durante umas semanas  o conforto do lar para de dedicar à revolução. É  uma experiência tão enriquecedora que dá para a vida inteira.





Comentários

Mensagens populares deste blogue

A paz de Tyrnau

PSD ( 9)

PSD ( 7)