Aplauso, mas dúvidas...

Não há nada mesmo. É a profissão mais importante para a saúde mental das populações. Ainda assim, algumas notas :

1) Criar um Provedor do Cliente. 
Imaginemos que contrato uma trabalhadora do sexo e combino determinadas tarefas. Uma ou duas não são realizadas  com o brio e profissionalismo que se exige a uma profissional. O que faço? Queixo-me à ASAE, à PSP, como é?

2) O problemas das amadoras. 
Como regulamentar uma profissão com tantas amadoras a fazer o mesmo serviço? Um bom dentista  não corre o perigo de uma sua cliente  fazer o mesmo serviço. Já nesta actividade há muitas curiosas sem estágio, licença nem segurança social. Seja por um fim de semana em Itália, por um Audi ou por uma herança.

3) A idade da reforma
É uma profissão de desgaste rápido, a grande diferença para  política. As trabalhadoras do sexo acima do 50 anos deviam  poder estabelecer protocolos com lares e centros de dia.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

A paz de Tyrnau

PSD ( 9)

PSD ( 7)