PSD ( 5)

A AD original durou um ano e dois dias:  entre as intercalares de 79 e a morte de Sá Carneiro. O resto do tempo foi a desgraça que se sabe, com Freitas a considerar um desaire eleitoral a vitória  nas autárquicas  ( uns míseros 43%....) e Marcelo Rebelo de Sousa e Cavaco a montarem  com minúcia um campo de minas.
A segunda AD foi o Portugal à Frente que arrecadou 38%, o mesmo que Passo Coelho  tinha conseguido  sozinho  quatro antes. Nem aqueceu o lugar. Pelo meio, duas cripto-AD's: a de Durão Barroso, que terminou no edificante episódio  da ida para Bruxelas, ( o resto foi um estertor)  e a pós-eleitoral com o CDS do irrevogável Portas.

O Diabo consegue por vezes fazer coisas cavalheirescas, dizia o Stevenson, mas o partido talvez não necessite de vender novamente a alma.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tatoo you

PSD ( 1)

O Abelha