A mão e o chicote

Fazer uma razia nos principais  postos  da administração  com o exército e a polícia  a guardar as costas, lamento, mas não me cheira a renovação nenhuma. Excepto, claro, a da mão que segura  o chicote. É um clássico das alterações nominativas do poder, não da mudança  do regime.

Um apoiante fervoroso  de João Lourenço escrevia, em Junho ultimo,  isto :


Agora escreve isto:


 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A paz de Tyrnau

Talvez

Sinais (12)