Eleemon ( 5)

O sentimento de posse é indiferente à relação entre o género a cor do brinquedo  e é muito mais potente e duradouro. Vemos crias de leões a disputar um pequeno pau com o projecto de ferocidade com que mais tarde hão-de  se encarniçar pela carniça.

Tal  como em criança, o adulto  entende a posse como elemento que regula a hierarquia e é por ela regulado. O chefe de família, o cabeça de casal, o patrão, todos são exemplos da relação sintagmática. No futebol, é o árbitro que leva a bola e  a recolhe no final da partida.

Na  sentença salomónica, a verdadeira  mãe diz não cortes o meu filho, a outra diz  corta o bebé, assim ninguém fica com ele. Um bocado como o desvairado que antes de matar a mulher  avisa se não és minha, não és de mais ninguém.
A posse tem afinal a sua redenção, mas a cultura terá de  evoluir,  entendê-la para além das aparências de igualdades secundárias.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tatoo you

A paz de Tyrnau

PSD ( 9)