Talvez




Os deputados passistas - uma peste pior do que a bubónica -  ainda não viraram a seta  do símbolo do PSD  de cabeça para baixo nem alcunharam Salvador Malheiro e Elina Fraga de cabecilhas do gangue do multibanco. O crime dos deputados  foi não querer  Negrão para liderá-los.

Talvez porque os deputados passistas, quais pequenos  proprietários rurais insensíveis à nova NEP,  tenham entendido que, constituindo a maioria do maior grupo parlamentar ,talvez tenham direito a parlamentar. Já que não puderam apoiar um executivo ( o que costuma acontecer  após eleições ganhas), talvez pudessem fazer o seu trabalho escolhendo quem os liderará.

Talvez não entenda assim a nova direcção do PSD, impante de  renovação e gente nova. Talvez mais  uma banheira de ética seja substituir o povo que atribuiu aos deputados o seu mandato.
Se os deputados passistas não quiserem sair a bem, talvez a nova direcção do PSD se lembre de recriar o cerco à Constituinte, mas desta  vez sem sem deixar passar sandes de fiambre.




Comentários

Mensagens populares deste blogue

A paz de Tyrnau

PSD ( 9)

PSD ( 7)